Beleza

Por que italianas não tem roupas apertadas: conheça o segredo para entrar em forma mesmo comendo macarrão todo dia

3.7 (73.33%) 3 votes

Em um belo dia de sol, há 30 anos atrás, conheci a minha melhor amiga, que estudava no mesmo colégio que eu.

Nós éramos muito parecidas.

Nós duas usávamos as mesmas roupas, gostávamos dos mesmos meninos, tínhamos a mesma idade e nós duas éramos mais “cheinhas”.

Seis meses atrás, me reencontrei com essa minha amiga, que estava morando há 1 ano na Itália.

Nós continuamos muito parecidas.

Nós duas somos professoras, nós duas estamos casadas, e nós duas temos filhos.

Mas tinha uma diferença.

Ela estava magra e bela, como se ela tivesse voltado a ter o corpo que tinha antes da gravidez.

E eu estava inchada como um balão, deprimida e com minhas roupas super apertadas!

Eu, logo após encontrar minha amiga, que chegava da Itália.

O que fez a diferença?

No começo eu me senti com um pouco de inveja.

A verdade é que eu já tinha tentando de tudo para me livrar do excesso de medidas.

Já fiz tudo quanto é tipo de “dieta maluca”, suei como uma condenada nas academias, passei fome, e até mesmo apelei para um daqueles remédios perigosos.

Não vou mentir, eu até perdia um pouco, mas logo tudo voltava… e às vezes voltada até mais.

Por isso, após encontrar minha amiga magra daquele jeito, fui obrigada a perguntar se ela tinha feito algum tipo de cirurgia, sabe?

Afinal, essa era a única explicação.

Porém, surpreendentemente, ela me disse que não.

Ela me disse que, na verdade, ela apenas usou um segredinho muito famoso na Itália, chamado de **”Segredo de Pareto”**, que é o responsável por manter as mulheres italianas sempre magras, belas e maravilhosas.

Quando ela me disse isso, eu fiquei um pouco desconfiada. Porém, como era minha amiga, pedi para ela me explicar mais sobre esse segredo… e também, sobre como eu poderia aplicá-lo o mais rápido possível.

E bom… o que ela me falou naquele dia mudou a minha vida para sempre.

Tudo começou em 1892…

Ela me disse que tudo começou em 1892, quando o italiano Vilfredo Pareto estava cuidando do seu jardim.

Pareto era um matemático famoso da época, e ele conta que, ao olhar para seu belo jardim, percebeu que apenas 20% das suas plantas eram plantas “boas”, que produziam 80% das suas flores.

E os outros 80% das plantas… bom, elas quase não produziam nada.

Ele achou aquilo um pouco estranho, porém, ao analisar melhor, ele notou que esse padrão se repete para tudo na vida, e não só para o seu jardim.

Ele percebeu que 20% da população mundial é dona de 80% de toda riqueza. Também percebeu que 20% dos vendedores de uma empresa geram 80% das vendas dessa empresa.

A verdade é que, nesse experimento, Pareto descobriu que para qualquer atividade que você for realizar, 20% dos esforços vão gerar 80% dos resultados!

Isso ficou conhecido como “O Segredo de Pareto” e olha, minha amiga, isso também vale quando o assunto é perder medidas.

Isso porque existem uma infinidade de coisas por aí prometendo resultados rápidos e milagrosos… porém, a grande maioria delas não funciona!

A verdade é que existem algumas poucas atividades (ou seja, os 20%) que, se feitas, vão gerar 80% dos resultados (ou seja, uma perda enorme de peso).

As italianas sabem exatamente quais são esses 20% mais importantes. Por isso, elas não perdem tempo fazendo “dietas loucas” que não funcionam, nem se matando nas academias lotadas, nem contando calorias, e muito menos tomando remédios!

Na verdade, as italianas focam apenas nas coisas mais essenciais e mais eficazes, que realmente funcionam.

Por isso, elas conseguem conquistar (e manter!) o corpo ideal de um jeito simples e fácil, sem muito trabalho, sem stress, e sem ganhar tudo de volta depois.

Esse é o segredo da minha amiga: ela simplesmente parou de fazer os 80% que não funcionam, e começou a focar nos 20% que funcionam!

E depois da nossa conversa, foi exatamente isso que eu fiz também.

Para começar, eu larguei a academia, larguei as dietas loucas e comecei a absorver todas as lições das minhas amigas.

Enquanto a gente conversava, ela me explicou o que exatamente são esses 20% de esforços que eu deveria focar… e quais são os 80% que não funcionam.

Aí, comecei a colocar tudo em prática.

E bom, sete meses depois, eu posso dizer de boca cheia que SIM, o segredinho do Pareto realmente funciona.

Na verdade, funciona muito bem!

Não só eu descobri o que REALMENTE dá certo quando o assunto é diminuir medidas, mas também recuperei minha autoestima, e principalmente, a minha a saúde.

Eu com minha calça antiga.

A mudança foi tanta que eu resolvi escrever este artigo aqui no blog para contar exatamente quais são esses 20% que geram 80% dos resultados… para que você também possa se livrar do inchaço e das roupas apertadas, e melhor ainda: possa se olhar no espelho e sentir orgulho do que você vê mais uma vez.

Por Que Nós Acumulamos Gordura?

Antes de te explicar quais são os 20% que geram 80% dos resultados, você precisa entender o motivo pelo qual nosso corpo acumula gordura…

Pois só assim você vai entender por que você deve focar nesses 20% e ignorar todo o resto.

Bom, primeiramente é preciso que você entenda que nosso corpo é uma máquina de sobrevivência.

No passado, na época das cavernas, nós não tínhamos comida em tanta abundância como temos hoje.

Por isso, toda comida em excesso que nossa espécie consumia, era guardada em nosso corpo na forma de gordura.

Pois assim, caso algum dia faltasse comida para a tribo, o nosso corpo poderia usar a nossa “reserva de energia” para continuar mantendo nossos órgãos vitais funcionando.

Ou seja: nosso corpo “guarda” a energia que consumimos em forma de gordura para ter energia em situações de emergência.

E bom, para se livrar dela, temos fazer nosso corpo pensar que uma dessas situações de emergência chegou.

Pois aí, ele vai usar a nossa reserva de energia (ou seja, nossa gordura), automaticamente nos deixando magras e maravilhosas!

Esse é o verdadeiro segredo do emagrecimento: encontrar um jeito do nosso corpo gastar mais energia do que nós consumimos.

Você provavelmente já sabe disso, e talvez você pense que eu vou dizer que o melhor jeito de fazer isso é “comendo menos” e “fazendo exercício”.

Mas na verdade, não é bem assim!

Comer menos ajuda sim a perder medidas, já que aí nosso corpo vai atacar as nossas reservas de gordura para buscar energia.

Porém, isso não está nos 20% que dão 80% dos resultados.

Sabe por que? Simples: porque comer menos é muito difícil!

Todo dia aparece uma nova “dieta da moda” para comer menos, porém, a grande maioria das pessoas não tem força de vontade para seguir uma dieta super restrita.

E olha, se você é uma dessas pessoas, saiba que a culpa não é sua.

A verdade é que a ciência já comprovou que nossa força de vontade funciona como um “músculo”, e quanto mais usamos ela, mais ela se cansa.

Por isso, é muito difícil para uma mulher cuidar da família, da casa, dos filhos, e ainda sobrar força de vontade para ter uma alimentação perfeita e 100% correta.

Tanto é que as únicas pessoas que conseguem ter sucesso com essas dietas são as atrizes, isso porque elas têm uma vantagem injusta que você não tem: o trabalho delas é justamente ser magra!

Elas precisam sempre estar com o corpo em forma, e por isso, elas dedicam 10 horas por dia só para isso,, sem se preocupar com as coisas que as mulheres comuns se preocupam.

Por isso que comer menos não está nos 20% mais essenciais… pelo menos não para a mulher comum, do dia-a-dia, como eu e você.

Além disso, os exercícios também não são uma boa opção para queimar mais energia.

Só para você ter uma ideia, uma banana simples, de tamanho médio, tem aproximadamente 113 calorias.

Se você fosse queimar essas 113 calorias com exercícios, uma mulher comum teria que correr… 3 quilômetros!

Imagine só, ter que correr 3 quilômetros sempre que você comer uma bananinha!

Agora, não estou dizendo que você não deve praticar exercícios. Muito pelo contrário: sempre recomendo exercícios pois eles são ótimos para se ter saúde forte.

Porém, para perder medidas, exercícios não são uma boa opção e não estão nos 20% essenciais que dão 80% resultados…

Pois eles são ineficientes, e você precisa quase se matar de correr para queimar só um pouquinho de calorias.

Mas bom… se exercícios e comer menos não estão nos 20% que geram 80% dos resultados… então o que está?

É exatamente essa pergunta que as italianas se fizeram há muito tempo atrás… e a resposta disso é o motivo pelo qual elas estão sempre em forma, mesmo comendo macarrão todos os dias.

Após estudar bastante sobre o que é realmente essencial, as italianas descobriram duas coisas:

Primeiro, elas encontraram o jeito mais simples, fácil e rápido de fazer nosso corpo gastar mais energia, mudando apenas um alimento em nossa dieta.

Esse alimento deixa nosso metabolismo rápido como um raio… e nos faz perder medidas sem precisar trocar a nossa dieta.

Afinal, pense comigo: se você dobrar a velocidade do seu metabolismo, você pode continuar comendo as mesmas coisas que come… e ainda assim emagrecer, não é mesmo?

E por último, elas descobriram o jeito mais simples, fácil e rápido de consumir menos energia.

Elas fazem isso comendo uma planta indiana antes das refeições, que tem poder de absorver uma parte das calorias que você come.

Isso porque, se você absorver menos calorias, você também vai poder continuar comendo o que você come e emagrecer.

Agora você entende quando como é possível emagrecer sem comer menos e sem fazer exercício?

Basta saber as coisas certas para fazer… pois no final, o que realmente importa é que seu corpo gaste mais energia do que você consome.

Esses dois segredos abaixo são os mesmos que eu usei, que funcionaram para minha amiga e para mim.

E é sobre eles que vamos falar agora. Vamos lá:

Segredo 1 – Evite óleos de gorduras poliinsaturadas

Sabe aquele óleo de cozinha que usamos? O óleo de girassol, ou soja?

Pois então, estes são os maiores violões contra o seu metabolismo, e você deve evitar consumir eles o máximo possível.

Esses óleos são considerados óleos instáveis, ou seja, ao simplesmente entrar em contato com a temperatura do seu corpo, a molécula de gordura se quebra em algo extremamente perigoso para sua saúde, chamado de radicais livres.

Os radicais livres são moléculas que, ao entrar em contato o com as suas células, mudam todo o processo químico delas.

O resultado é que, assim que os radicais livres entram no seu corpo, eles deixam seu metabolismo lento como uma lesma… e por isso, seu corpo passa a queimar pouquíssimas calorias!

E aí, você começa a ganhar medidas, mesmo que você coma menos! Isso porque seu metabolismo vai ficar tão lento que mesmo se você comer pouco, seu corpo não vai ter capacidade de gastar essa energia.

E aí, como você vai ter um excesso de energia no corpo, ele vai acumular tudo como gordura.

Ou seja: os óleos de gordura poliinsaturada são verdadeiros venenos na nossa alimentação. Eu lembro que só de substituir esses óleos eu já senti meu metabolismo voltando ao normal… e meu corpo desinchando.

Mas… com o que substituir então? Afinal, não podemos ficar sem cozinhar, correto?

No meu caso, eu gosto de usar óleo de coco da marca Cia da Saúde. O óleo de coco é um óleo que pode ser aquecido até altas temperaturas, e por isso, não libera radicais livres.

Óleo de coco da Cia da Saúde, minha recomendação para substituir a gordura poliinsaturada.

Caso eu não tenha óleo de coco, eu uso manteiga orgânica, de vacas que comem apenas grama e não grãos.

As italianas fazem exatamente a mesma coisa: lá, o óleo de gordura poliinsaturada praticamente não existe, e por causa disso, elas automaticamente tem o metabolismo na velocidade de um raio…

E isso permite que elas comam o que elas quiserem, porque o próprio corpo vai se encarregar de gastar tudo depois.

Agora que você já sabe como acelerar seu metabolismo de forma eficiente, é hora de aprender como consumir menos calorias sem ter que comer menos.

Consuma uma dose de semente de Plantago antes das refeições para bloquear a absorção de energia.

Outra coisa que é muito comum na Itália é usar a semente Plantago nos temperos das massas que elas fazem.

Se você não sabe, a Plantago é uma planta indiana, e a sua semente possui a propriedade de absorver uma parte das calorias que você come.

Plantago, a planta que impede as calorias de serem absorvidas

Essa planta, ao notar os nutrientes no seu estômago, “suga” eles e forma um gel. Depois, esse gel fica no seu estômago por algumas horas, e finalmente, é eliminado na hora de ir ao banheiro, sem que você perceba.

Isso significa que uma parte das calorias que você deveria absorver ficam nesse gel… e não no seu corpo.

Por exemplo, se você comer cinco fatias de pizza e também uma dose de semente de Plantago, o seu corpo absorve as calorias apenas de duas fatias de pizza.

E por causa disso, podemos comer a mesma quantidade de comida tranquilamente… pois essa planta impede que a gente absorva 100% das calorias.

E aí, como não absorvermos 100% das calorias, nosso corpo acha que está “faltando comida”, e liga a queima de gordura no nosso sistema.

Na Itália, as italianas colocam a semente de Plantago em praticamente tudo que fazem. Por isso que elas podem comer quilos e mais quilos de macarrão e se manterem magras.

Agora, ao contrário do óleo de coco da marca Cia da Saúde, encontrar a Plantago Ovata no Brasil não é tarefa fácil.

Essa planta só cresce na Índia, e por causa das suas propriedades, não são muitas pessoas que tem condições de importar ela de lá.

Eu pesquisei bastante aqui no Brasil, e encontrei um suplemento natural que contém o extrato da Plantago Ovata, chamado de Kifina.

Vou tirar uma foto para você ver qual é.

Eu venho usando o Kifina antes das refeições há alguns meses e, quando minhas amigas viram meu resultado, elas acharam que aquilo só podia ser algum composto ilegal, daqueles proibidos pela Anvisa.

Mas na verdade não é nada disso: o Kifina contém o extrato da Plantago Ovata e outros 3 compostos 100% naturais, tanto que é aprovado pela Anvisa para consumo da população.

O Kifina consegue impedir que uma parte das calorias sejam absorvidas, e aí, eu posso comer as mesmas coisas que eu comia antes e mesmo assim ainda perder medidas.

Adicionar o Kifina antes das refeições e evitar o uso de gorduras poliinsaturadas foram os 20% que me geraram os 80% dos resultados.

Afinal, pense comigo… o quão difícil é ingerir uma cápsula antes das refeições? O quão difícil é substituir os óleos perigosos por óleos saudáveis?

É ridiculamente fácil, não é mesmo? Bom, pelo menos eu acho bem mais fácil do que passar fome ou suar numa academia lotada.

Depois que apliquei essas mudanças, minha autoestima mudou horrores. No começo do artigo que postei uma foto minha quando eu ainda estava mais inchada.

Agora, veja a foto que tirei junto do Kifina, em setembro de 2018:

Eu junto do Kifina, extrato de Plantago.

A diferença é gritante… e digo que as duas mudanças super simples que você viu nesse artigo são os 20% que geram 80% dos resultados quando o assunto é perder medidas.

Foi exatamente isso que eu fiz, e nada mais. Não foquei em nada que não é o essencial.

Para quem quiser adquirir o Kifina, basta CLICAR AQUI PARA IR AO SITE OFICIAL. Por causa da sua fórmula exclusiva, o Kifina é um produto muito falsificado, então cuidado para não comprar açúcar dessa cambada de pilantras que existem por aí.

O preço do produto não é barato, porém a qualidade dele é altíssima, e pelos resultados que ele entrega, vale muito a pena.

Além disso, eles estão com uma promoção de 50% do valor por causa do Natal, então vale a pena aproveitar.

E para quem tem medo de testar o Kifina, saiba que os fabricantes dão garantia de satisfação. Se o usuário não gostar do Kifina por qualquer motivo, basta enviar um email para [email protected] e solicitar o reembolso.

Bom meninas, ingerir o Kifina antes das refeições e substituir óleos ruins pelo óleo de coco da Cia da Saúde são as duas mudanças mais simples, mais rápidas e mais fáceis que qualquer pessoa pode fazer para gerar resultados incríveis e em pouco tempo.

Meus dois segredinhos

E agora que você já conhece esses meus dois segredinhos, você está livre para lutar contra a baixa autoestima você também… pois só quem está acima do peso sabe o que é passar por isso.

Um grande beijo,

Estela.

LINK PARA O SITE OFICIAL DO KIFINA: CLIQUE AQUI

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *