Sem categoria

Como venci a artrite depois de ser chamada de porca

Só a gente sabe como machuca ouvir algo ofensivo de quem se ama. Um dia, minha filha me chamou de porca pois eu havia desistido de cuidar de mim e da nossa casa. Eu sentia dores terríveis vindas da artrite e por isso não conseguia sair da cama, mas ninguém acreditava. Perdi o respeito da família e quase cai em depressão. Mal sabia eu que ainda enfrentaria o inferno com dores para depois ter a maior vitória de todas: a saúde de volta.

Minha história de superação da artrite começou há muito tempo e agora vou contar para vocês como venci essa provação na minha vida!

Fui diagnosticada com artrite aos 41 anos, mas já sentia que minha vida não era a mesma desde os 38, quando comecei a me sentir dor nas mãos. No começo achei que estava dormindo de mal jeito, mas depois disso aconteceu o meu primeiro surto de artrite.

Quando fui para a cama na noite de uma quarta-feira, senti um pouco de dor no dedo do meio. Esperava que fosse embora no dia seguinte, mas o oposto aconteceu: eu acordei com a mão MUITO inchada. Fiquei desesperada e fiz uma comparação das minhas duas mãos.

Gente, minha mão direita estava UMA BOLA. Eu não não conseguia estender meus dedos ou fechar em punho porque a dor era tão intensa que eu chorava. Durante aquele dia só piorou, eu não consegui fazer tarefas simples como abrir a geladeira, segurar um garfo ou abrir meu estojo de maquiagem. A outra mão estava boa mas eu estou longe de ser ambidestra. A dor continuava, a chateação também, até que procurei um médico. Depois de uma ultrassonografia, o reumatologista confirmou que era definitivamente um surto de artrite reumatóide pois ele podia ver que o fluido ao redor das minhas articulações estava desgastado. Fui tomando remédio e injeções que melhoraram muito a minha dor, mas em compensação tive alguns efeitos colaterais. A minha barriga ficou muito inchada, tive dor no estômago e parei por conta própria. Conclusão: as dores voltaram e com muita intensidade.

Mais tempo se passou e os joelhos também começaram a ter o mesmo problema. Parei de arrumar a casa, passei a faltar no trabalho e nos finais de semana amanhecia e anoitecia na cama. Em um desses dias, minha filha de 15 anos se irritou. Além de eu não dar a mesma atenção para ela, não limpava meu próprio quarto e havia desistido de tomar banho (estava frio e só o fato de girar a válvula do chuveiro já me dava dor intensa). Vendo esta situação ela disse: “NOSSA MÃE, COMO VOCÊ TÁ PORCA, QUE NOJO”. Ela nunca havia falado assim comigo, foi aí que cai em si. Era meu dever cuidar dela, não deixar que ela me visse neste estado deplorável. Gritei de volta, mas depois senti vergonha, nojo e mágoa. Não me reconhecia mais.

A verdadeira causa da artrite

Minha filha não entendia que eu tinha artrite reumatóide. Para quem não sabe, é uma doença auto-imune que ataca as articulações, provocando dores horríveis. Essa doença que não tem cura afeta o líquido articular, que funciona como um “lubrificante” para que nossos ossos não sofram nenhum tipo de atrito no ligamento. Esse líquido contém colágeno que ajuda na resistência dos tecidos/líquidos e não deixa que eles se desgastem. É como se nós fossemos uma bicicleta e este líquido com colágeno o óleo da corrente. Sem óleo a corrente enferruja e quebra.

Meu médico disse que os danos são permanentes quando a artrite não é tratada e os dedos/joelhos e juntas em geral podem entortar. No caso das mãos parece deficiência! Os dedos giram e entortam gente, ficam parecendo garras, olha só:

Eu não queria isso para a minha vida e não aguentava mais sofrer humilhações. Se eu quisesse ter uma vida normal de novo, precisava de mais colágeno no meu corpo. Comecei a buscar informações e vi que vários estudos comprovam que ingerir colágeno ajuda nas dores. Aí comprei colágeno de farmácia, mas só gastei dinheiro: não mudou em nada a tortura que eu estava sofrendo. Eu continuava com dor, meu marido já começou a reclamar, me chamar de ranzinza e minha vida sexual acabou.

Descobri porque nada funcionava comigo: eu precisava de colágeno tipo 2!

Meu médico disse que o colágeno que eu estava tomando era do tipo errado e por isso não fazia efeito. Descobri que existem os colágenos 1 e 3 que são para a pele e estética e o tipo 2, que age diretamente nas articulações. Era desse que eu precisava!

No Brasil os produtos de farmácia não oferecem a quantidade certa de colágeno. As indústrias são safadas e colocam menos colágeno na composição para que a gente compre mais. Graças a Deus tive condição financeira de viajar para os Estados Unidos e lá achei um suplemento de colágeno com a quantidade certa para a lubrificação. O problema é que era caríssimo, além de eu poder trazer todos os potes do meu tratamento de uma só vez. Voltei para o Brasil frustrada e revirei a internet atrás de alternativas, até que encontrei este produto que se chama ArtiCaps. Vou postar a foto para vocês darem uma olhada:

Vi que ele entrega a quantidade certa de colágeno para renovar o líquido articular e ainda contém outras substâncias que ativam a produção de cartilagem e lubrificação das articulações.

Foi o melhor colágeno que eu já tomei! Usei uma cápsula por 6 meses e o que senti foi o seguinte:

  • Alívio na dor da inflamação (efeito analgésico)
  • Mais bem estar, o inchaço acabou!
  • Meu reumatologista viu que o avanço da artrite parou
  • Nunca mais faltei em compromisso nenhum
  • Pude voltar a ser a esposa amorosa e cuidadosa que sempre fui
  • Minha vida sexual melhorou – eu não conseguia mais transar com o meu marido com as juntas doendo, agora me sinto MUITO mais flexível
  • Melhora na autoestima
  • Cicatrização mais rápida

Depois de começar o tratamento, as coisas foram voltando ao seu lugar naturalmente. Minha filha notou a diferença e percebeu que não tinha uma mãe porca, e sim doente. Voltei a ser a esposa amorosa e atenciosa que sempre fui e tenho orgulho de dizer que VENCI a artrite. Confesso que assim como muitas mulheres já caí em muitos golpes da indústria farmacêutica, mas a diferença é que não desisti. Procurei uma solução que tinha base científica e recuperei minha vida!

Sei que é difícil acreditar nas pessoas nos dias de hoje, mas seria um pecado não compartilhar o que me fez sair dessa tortura que é a dor da artrite, que me fez chorar tantas vezes. Assim como eu, sei que tem mais gente por aí perdendo o respeito de quem ama só por sentir dor. Se não fosse pelo ArtiCaps eu ainda estaria vivendo neste limbo.

Agora que vocês já sabem o que eu fiz também podem transformar a vida de vocês.

Cuidado ao adquirir o produto!

Gente, esse produto não tem em farmácias (eu sei porque já procurei), apenas no site oficial deles. Se você quiser comprar, CLIQUE AQUI PARA IR ATÉ O SITE OFICIAL E FAZER O PEDIDO.

Eu acho que eles estão com uma promoção de 50% esta semana, então vale a pena aproveitar, pois é um colágeno para as articulações 100% garantido, aprovado por mim e por mais de 10 estudos científicos.

E tem uma coisa que achei muito legal! O ArtiCaps vem com uma garantia de 100% satisfação: eles confiam tanto no poder do produto que se o cliente não gostar de qualquer coisa nos primeiros 30 dias, eles devolvem 100% do seu dinheiro, mesmo que você já tenha ingerido todas as cápsulas! É só enviar um email para [email protected] e solicitar o reembolso.

Pessoal, chegamos até o fim do artigo. Se você tem uma história como a minha, conta aqui nos comentários! Espero que tenham gostado.

Abraços,

Estela!

Como venci a artrite depois de ser chamada de porca
2.9 (57.69%) 52 vote[s]

77 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *