Unhas

12 alimentos para obter mais colágeno em sua dieta

Você já procurou inúmeras maneiras para desacelerar o processo de envelhecimento e manter sua pele com uma aparência sempre suave e macia? Estamos aqui para dizer que você encontrou e este produto é o Colágeno. O colágeno no seu corpo, é essencial para a saúde dos seus ossos e da massa muscular para a pele, unhas e cabelos. Um de seus principais efeitos são: antienvelhecimento da pele, elasticidade e redução de asperezas e celulites.

O colágeno é uma proteína encontrada em todo o nosso corpo. De fato, aproximadamente 30% da proteína do nosso corpo é colágeno. Embora seja um nutriente altamente concentrado na camada interna da pele, talvez mais conhecido por manter a pele firme e jovem, o colágeno também é encontrado no cabelo, nas unhas, nas articulações e no tecido intestinal. O Dr. Josh Axe (doutor em medicinas naturais) descreve bem a função do colágeno como: a “cola” que nos une.

Segundo a NCBI, existem, pelo menos, 16 tipos de colágenos encontrados em nosso corpo. Aproximadamente 90% destes, são do tipo I, II e III. Os tipos I e II estão concentrados na pele, ossos, tendões e ligamentos, enquanto o tipo II é encontrado principalmente nas articulações.

Apesar de nosso corpo ser um exímio fabricante de colágenos, a partir dos 20 anos nossa produção natural começa a diminuir gradativamente. E é neste momento que começamos a apresentar alguns sinais visíveis de envelhecimento, tais como linhas finas e rugas. Com o passar do tempo, devido a diminuição de colágeno em nosso corpo, passamos adquirir outras deficiências, como a artrite reumatoide.

Mas também há vários fatores responsáveis pelo processo de envelhecimento, além do colágeno natural. Por exemplo, as toxinas e poluentes ambientais, exposição excessiva ao sol, ingestão de dieta rica em açúcar, tabagismo e outros alimentos que afetam a produção natural do colágeno.

Felizmente, há uma maneira de evitar a quebra do colágeno e aumentar a produção deste naturalmente (tudo começa com o que está no seu prato). Esqueça Botox, injeções ou suplementos caros: muitos alimentos encontrados na natureza contêm os nutrientes necessários para formar o colágeno, tornando sua dieta a melhor arma contra rugas e outros sinais de envelhecimento.

Vamos mostrar os melhores alimentos para aumentar o colágeno naturalmente.

12 Alimentos ricos em colágeno

  • Caldo de osso:

Se o propósito da matéria fosse mostrar apenas um alimento rico no aumento de colágeno, indicaríamos o caldo de osso. Enquanto a maioria dos alimentos contém antioxidantes e outros nutrientes para ajudar o corpo a sintetizar o colágeno, o caldo de osso é um dos únicos alimentos que contêm uma forma do colágeno ser absorvido e utilizado pelo organismo imediatamente

Como os tipos de colágeno I, II e III estão concentrados nos tendões, ligamentos, ossos e articulações, o cozimento destes (por longos períodos) ajuda a liberar o colágeno dos ossos (assim como outros aminoácidos, proteínas e eletrólitos que podem melhorar a aparência da pele), resultando em um caldo rico em nutrientes, possivelmente superior aos suplementos de colágeno.

O caldo de osso bovino (1) é o mais rico em colágeno Tipo I, o que o torna a melhor escolha para a saúde da pele, enquanto o caldo de frango e peru (2) é mais rico em colágeno Tipo II para suportar as articulações.

  • Salmão selvagem:

O Salmão selvagem, é rico em zinco, um mineral que ativa as proteínas necessárias para a síntese de colágeno. Segundo a NCBI, o zinco pode aumentar a formação óssea através da estimulação da proliferação celular, da atividade da fosfatase alcalina (remove grupos de fosfato de um grande número de proteínas) e da síntese de colágeno nas células (3).

O salmão selvagem também é uma excelente fonte de ômega 3 (ácidos graxos essenciais), necessários para reduzir a inflamação e construir células saudáveis ​​da pele. Gorduras saudáveis, ​​como o ômega 3, também são necessárias para manter a pele hidratada de dentro para fora, o que naturalmente promove uma aparência mais jovem.

Nossos corpos não podem produzir ômega-3, por isso devemos obtê-los a partir de fontes alimentares. Se você não é um fã de salmão, você pode obter seus nutrientes a partir de outros peixes gordurosos, como Cavala, Atum, Frutos do Mar, Ovos Orgânicos e carnes alimentadas com capim, por exemplo a bovina.

Observação: Se possível, é sempre melhor escolher salmão selvagem cultivado. O salmão de criação pode conter toxinas como PCBs (composto organoclorado, conhecido como Ascarel), que podem danificar a saúde celular.

  • Chlorella:

 

Se você já ouviu falar de Creme Retinol (creme anti-idade), você deve saber que este é recomendado para aumentar a produção de colágeno. Isso ocorre porque o creme de retinol está concentrado na vitamina A antioxidante, que tem demonstrado ajudar a aumentar os níveis de colágeno. A Chlorella, é uma alga unicelular, que pode ser uma versão do Retinol Nature (Antirrugas), porém apenas em uma pastilha verde ou em pó.

A Chlorella não é apenas uma fonte rica de Betacaroteno (vitamina A natural), mas também contém outro nutriente que pode ajudar a aumentar a produção de colágeno: Chlorella Growth Factor (complexo nutriente benéfico, derivado da Chlorella).

O Chlorella Growth Factor, também conhecido como CGF, é um nutriente totalmente exclusivo da Chlorella. O CGF contém os RNAs e o DNA dos ácidos nucléicos, que fornecem às células “informações” referentes as quais funções devem desempenhar (incluindo o reparo e a regeneração celular, que podem ajudar a impulsionar a síntese de colágeno).

Você pode tomar Chlorella em pó e adicioná-lo aos seus “Smoothies” (bebida altamente nutricional) ou tomar comprimidos de Chlorella como um suplemento nutritivo.

  • Hortaliças e Folhas verdes:

Sabemos que os vegetais são alguns dos alimentos mais ricos em nutrientes do mundo. Não só pela prevenção de doenças, mas também por serem fontes poderosas para a prevenção da degradação gradual do colágeno.

Todos os alimentos vegetais (como repolho-chinês, algas verdes, rúcula, couve, alface, feijão verde e brócolis) contêm clorofila, que é o pigmento que dá às plantas sua cor verde vibrante. Segundo os estudos da NCBI, o consumo de clorofila aumenta o precursor do colágeno (síntese de procolágeno) na pele (4).

A Clorofila e os suplementos de clorofila líquida (uma maneira fácil de obter uma dose altamente concentrada de clorofila) também foram apontados no estudo, como fornecedor de forte atividade antioxidante contra os danos causados pelos raios Ultravioletas e os radicais livres, de toxinas que promovem o envelhecimento precoce (5).

  • Citrus:

A vitamina C é um potente antioxidante que ajuda a agrupar os aminoácidos necessários para formar o colágeno. Como, por exemplo, a Prolina (aminoácido proteinogênico utilizado na biossíntese de proteínas), o que o torna um nutriente essencial na fase de pré-colágeno (6).

Como um antioxidante, a vitamina C também protege contra as toxinas encontradas em nosso dia a dia (como os presentes no ar, nas comidas e na água), que contribuem na quebra de colágeno e danos na camada interna da pele. A vitamina C também pode ajudar no reparo e regeneração de células da epiderme, e é por essa razão que esta é recomendada para prevenção de rugas, além de ser adicionada em inúmeras produções referentes aos cuidados com a pele.

As frutas cítricas são as fontes mais ricas de vitamina C. Por isso, não deixe de carregar seus Smoothies, molhos para salada e receitas caseiras de vitaminas com estas frutas. Como por exemplo o limão, a laranja e a toranja.

  • Ovos:

 

Ovo de galinha é um, dos alimentos raros que realmente contém colágeno. Este, é encontrado na gema e membranas da casca do ovo. Na verdade, os suplementos que contem a membrana de casca de ovo se tornaram um remédio natural muito popular. Estes, são utilizados em prol da melhora da saúde das articulações, devido ao seu conteúdo de colágeno (7).

Os ovos também são ricos em enxofre, um mineral necessário para a produção de colágeno. Enxofre suporta fase de desintoxicação do fígado, que é a fase II, onde seu corpo está se preparando para eliminar toxinas ambientais (como os poluentes), que quebram e interferem na produção de colágeno.

  • Berries:

As bagas (blueberry, cranberry, etc) contêm um nutriente chamado Ácido Elágico (polifenol sintetizado por múltiplas espécies de plantas). Este, segundo a NCBI, é importante para impedir o colapso do colágeno pelos danos dos raios UV (8). Além de proteger contra os sinais de envelhecimento, as bagas também podem ajudar a produzir colágeno. Como as frutas cítricas, as Bagas são ricas em vitamina C, (como sabemos, ajuda a vincular aminoácidos específicos para a formação de colágeno).

  • Tomates:

Os tomates são ricos em Licopeno (9), antioxidante responsável por proteger a pele dos danos causados ​​pelo sol e prevenir a degradação do colágeno. Algumas fontes dizem que o licopeno ajuda também na síntese de colágeno (embora poucos estudos confiáveis ​​tenham confirmado isso). De qualquer forma, os tomates contêm uma variedade de antioxidantes (incluindo a vitamina C), que protegem a pele a nível celular, por isso nunca é demais incluí-los em sua dieta.

  • Sementes de abóbora:

Sementes de abóbora são uma das mais ricas fontes vegetais de zinco (10) . Este mineral, como mencionado acima, atua como cofator para a síntese de colágeno. Estudos também mostraram que tomar suplementos de zinco pode ajudar a diminuir a taxa de degradação do colágeno, sugerindo que alimentos ricos em zinco podem fazer o mesmo. Além disso, o zinco também ajuda a acelerar a cicatrização de feridas e a manter as membranas celulares saudáveis, o que torna o zinco um nutriente essencial para a saúde da pele (11).

Outros alimentos, considerados fontes de zinco, à base de plantas são: feijão, espinafre, grão de bico, nozes, castanhas de caju e amêndoas.

  • Abacates:

Outro alimento, com poderosos benefícios antioxidantes, é o abacate (12). Este, fornece vitamina E, importantes em ajudar a prevenir a degradação do colágeno, bem como gorduras saudáveis ​​para melhorar a saúde das células. Um estudo feito em ratos (alimentados com uma dieta com óleo de abacate), mostrou um significativo aumento no colágeno solúvel, o que sugere que também pode ajudar a aumentar a produção de colágeno em humanos.

  • Alhos:

Como mencionado acima, o enxofre é um mineral que ajuda a sintetizar e prevenir a degradação do colágeno. O alho, assim como alho-poró, cebolinha e cebola, são as melhores fontes alimentares de enxofre, por isso não tenha medo de adicioná-los às suas receitas com liberalidade.

Podemos dizer que vale a pena suportar o hálito de alho em troca de uma pele mais jovem e saudável.

  • Sementes de Chia:

As sementes de chia são excelentes fontes de ácidos graxos (que são essenciais em ômega-3) Como nos sabemos, essas gorduras saudáveis ​​contribuem para o antienvelhecimento, através da construção de células saudáveis ​​da pele e fornecendo umidade para a pele, o que cria uma aparência suave e macia de dentro para fora (13).

O que dizer sobre suplementos de colágeno?

Quando se trata de aumentar a ingestão de colágeno, os suplementos podem ser tão eficientes quanto os alimentos citados acima. A combinação de alimentos saudáveis, suplementação através de cápsulas e exercícios, fornecem um resultado mais rápido e eficiente. É claro que, indepentente de qualqer coisa, os resultados variam de organismo para organismo.

12 alimentos para obter mais colágeno em sua dieta
5 (100%) 4 vote[s]

14 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *